CENTRAL DE RESERVAS: +55 11 5051-2919 SEG A SEX DAS 7 ÀS 19H

25.05.2020

Conheça as gírias e expressões paraenses

Quer ler uma frase que todo mundo concorda?

O Brasil é um país repleto de culturas únicas e sotaques diferenciados.

São 26 estados mais o Distrito Federal. Imagina quantas expressões podem ser faladas, palavras que você nunca ouviu e muito menos sabe o significado.

E no Pará não poderia ser diferente. O vocabulário é extenso, e cada dialeto carrega consigo uma forte conexão com a cultural local. É uma mistura gostosa de todos os povos que passaram por essa terra, desde os indígenas, portugueses, até os estados vizinhos.

Além disso, o linguajar paraense possui uma variação linguística curiosa que revela a identidade do povo, assim como sua pronúncia chiada que lembra o norte de Portugal. O “s” tem som de “x”, empregam muito o “Tu” em suas frases, como por exemplo: “tu chegaste” e o dialeto Tupi Guarani.

Menina segurando a bandeira do Pará

Você está pronto para descobrir o que cada expressão e gíria significam? Vamos começar!

ÉGUA: não, não estamos nos referindo ao animal, e sim, a uma expressão famosa que parece mais uma vírgula para os paraenses. Você pode identificar vários sentimentos a partir do modo que se é falado: alegria, raiva, tristeza e afins.

MUITO PALHA: quando algo é ruim ou não é como esperado, é muito provável você ouvir essa gíria.

LEVOU O FARELO: se algum paraense vier a falecer, com certeza ele levou o farelo.

ARREDA: se você ouvir essa palavra de um paraense, ele está pedindo para você se afastar um pouco.

PAI D’ÉGUA: esse é o modo de expressar que o paraense tem em dizer que algo está excelente ou muito bom.

TU É LESO É?: uma forma nortista em dizer “Você é louco?”

MAS QUANDO!: se você quer expressar dúvida ou surpresa, você pode usar essas duas palavrinhas.

JÁ QUERES: é muito usada quando se quer dizer quando uma pessoa está interessada em algo ou alguém.

CARAPANÃ: os perturbadores mosquitos ou pernilongos.

MANA: Uma forma muito carinhosa de chamar alguém, seja conhecido ou não.

TÁ BOM, CHEIROSO!: quando o paraense está desconfiando de alguma coisa, com certeza ele vai soltar essa expressão cheia de ironia.

PAPA-CHIBÉ: o autêntico paraense! Aquele que não troca o seu pirão de água e farinha.

Depois de conhecer algumas expressões e gírias paraenses, com certeza você vai entender o que tanto se fala pelas ruas de Belém.

Quer saber mais sobre esse e outros assuntos relacionados a viagens? Então continue acompanhando o blog do STADA Hotéis!